Gratidão

Ao contrário do que geralmente se pensa gratidão não é retribuição. É um sentimento mais profundo que deve existir em nosso íntimo a fim de nos dar alegria.

Yung, pai da psicologia analítica, estabeleceu que a pessoa que tem gratidão vive muito mais que a pessoa que é ingrata e que é soberba.

Por um fenômeno psicológico, toda a vez que cultivamos pessimismo, ingratidão, ódio e rancor e guardamos culpa, nosso cérebro produz toxinas que nos envenenam e geram transtornos ao aparelho respiratório, ao aparelho digestivo e à nossa realidade psicológica. Então podemos dizer que gratidão é saúde.

Todos desejamos saúde, trabalhamos pela aquisição da saúde, no entanto nosso comportamento psicológico é incompatível com a saúde. Temos uma psique doentia, somos autodestrutivos. Gostamos de guardar mágoas, de ter ressentimentos e adoramos ser pessoas especiais, temidas, o que significa odiadas.

Gratidão vem do latim gratia, que significa graça, ou gratos, que significa agradável. Gratidão seria então o reconhecimento agradável por tudo o que se recebe.

É um dos sentimentos nobres mais relevantes, porque tudo passa a ter um significado nobre. Ela enriquece o ser no jubilo de ser gentil e agradecido.

Embora o sol seja o mesmo para todos e a chuva seja a mesma para todos nós vamos encontrar motivos para reclamações e viver – dia após dia – num constante mal estar ou podemos viver num estado de gratidão: dias de prazer e alegria!!

Porque viver este estado de graça é como trocar as nossas lentes, porque aquele que vê a vida com uma lente cinza, vai interpretar a vida toda em tons de cinza, mas se tiver uma lente azul vai interpretar a vida toda por tons de azul.

Quem define qual é a cor que vou colocar nestas lentes? Somos nós quem definimos.

Então a partir de hoje você será obrigado a pensar que se estiver vendo um mundo cinza, se as coisas parecerem muito pesadas, mais do que em razão dos fatos concretos da vida é muito provável que sejam as lentes que você elegeu para enxergar o mundo. Porque o mundo é igual para todos, cada um com suas dores, suas dificuldades..

Os dias melhores começam dentro de nós e se externam nas nossas relações, na forma de olharmos e de vivermos. Na cor da lente que escolhemos.

Somente quando nos sentirmos responsáveis e autores de nossa própria vida é que teremos condições de escrever páginas mais amenas e dias de alegria e felicidade.

A pessoa grata é gentil, é generosa, a pessoa grata é humilde, a pessoa grata supera as manifestações egoístas e se transforma num ser luminoso.

Quando colocarmos a gratidão em nossos corações uma estranha e peculiar sensação tomará conta de nós, nos conduzindo à plenitude e à paz. Ao estado de graça: em que a vida adquire beleza e significado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 8 =