Sonhos de Vida

Quando dizemos que uma pessoa é sonhadora, associamos imediatamente a ideia a uma pessoa que vive no mundo da lua, com a cabeça nas nuvens, de maneira muito pouco prática. Mas isto não é sonho, é fantasia.

O sonho é um projeto que pretende ser trazido a vida em algum momento e que trabalha com a imaginação. Ele projeta em algum momento nascer na nossa vida, gerar uma realidade na nossa vida.

Já a fantasia se realiza em si mesma. A pessoa realiza no plano da imaginação, como forma de substituir a frustração de não poder realizar aquilo que ela gostaria em vida, por não poder ou não querer.

Como a vida em geral é muito frustrante as pessoas são induzidas a realizar as suas frustrações no plano da fantasia. As pessoas tendem muito a dispersão como forma de compensação das frustrações que carregam e isso tem a ver com as próprias raízes da nossa sociedade, que coloca um padrão de felicidade irreal. Isto gera uma frustração coletiva que de alguma maneira tem que ser compensada. E as pessoas tendem a uma evasão para o domínio da fantasia.

Fantasia não tem a intenção em nenhum momento de se projetar na realidade.

O sonho é um projeto que tende em algum momento a vir à prática.

No entanto, um sonho, por definição,  é algo que se refere ao plano do ser e que justifica toda a sua vida e não parte dela. Já um projeto refere-se mais ao terreno do ter, do fazer e não justifica toda a tua vida, justifica apenas parte dela.

O Sonho sempre se refere ao ser. Aquelas arestas que eu quero polir para ser aquilo que eu sonho ser. O produto final da vida do homem é sempre ele mesmo. E os sonhos se projetam nesta esfera, aonde eu quero chegar com tudo isso.

Quais são os elementos que eu quero realizar em mim? Quais os elementos que eu quero eliminar de mim?

Se olharmos para o passado, perceberemos facilmente que os maiores pontos de frustração, insatisfação e sofrimentos em nossas vidas não se deram por projetos materiais não realizados e sim nas relações humanas, por questões de convivência.

Não seria a hora de pensar em nos capacitar mais como seres humanos? Por que afinal como diz a FRASE BÍBLICA: “tudo o mais lhe será dado por acréscimo”.

Em geral relegamos os sonhos, relegamos os aspectos do nosso ser, que são o motivo único e fundamental de estarmos aqui. Relegamos esses aspectos como se eles fossem resolvidos pelo tempo ou pelas circunstâncias, ou por qualquer coisa que não por nós mesmos…

Mas ninguém pode realizar os nossos sonhos e não percebemos que com isto a nossa própria vida fica estagnada!

Que possamos SONHAR verdadeiramente e focar naquilo que realmente queremos SER.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 9 =